emprego sem experiência emprego sem experiência

Será que é possível conseguir emprego sem experiência? Veja aqui!

6 minutos para ler

Muitos jovens se questionam sobre as chances que têm de conseguir um emprego sem experiência. Afinal, é comum se deparar com vagas de empresas de diferentes portes que pedem que os candidatos já tenham algum vivência profissional anterior exercendo as mesmas funções ou atividades similares ao cargo pretendido.

Isso acaba levando a um grande impasse, já que o mercado de trabalho aparenta não dar chance para quem é inexperiente. Por essa razão, preparamos um post para falar sobre o assunto e responder as principais questões a respeito dele. Acompanhe atentamente e veja como superar esse obstáculo no início da carreira!

É possível conseguir emprego sem experiência?

A resposta é simples e direta: sim. Isso porque, embora muitas organizações requisitem que aqueles que participam dos processos de seleção e recrutamento tenham experiência, nem todas seguem essa regra. Além disso, muitas companhias contam com vagas de estágio e programas de trainee.

Cargos estes que têm justamente o objetivo de permitir que jovens que ainda não trabalharam se desenvolvam profissionalmente, aprendam sobre o funcionamento do mercado e ainda tenham orientação e treinamento prático a respeito das atividades e funções comuns no ramo escolhido.

O que fazer para conseguir um emprego sem experiência?

emprego sem experiência

“Certo, entendi que é possível conseguir emprego sem experiência. No entanto, como faço isso na prática?”, você deve estar se perguntando. Portanto, não se preocupe! Neste tópico, você vai conferir algumas dicas essenciais para os jovens que querem iniciar a trajetória profissional. Confira!

Invista na sua qualificação

A primeira dica é investir em educação. O motivo disso é simples: quando se tem uma formação acadêmica, você se qualifica para atuar em áreas mais complexas e que exigem aprofundamento teórico e prático sobre as atividades que elas englobam. Com isso, você fica apto a concorrer a vagas de estágio e a se inscrever em programas de trainee, visto que ambos são exclusivos para universitários.

Faça trabalhos voluntários

Outra sugestão é pesquisar por empresas nas quais você gostaria de trabalhar e se disponibilizar para fazer um ou mais trabalhos voluntários para elas. Mesmo que a princípio não haja remuneração, essa é uma ótima chance de ganhar experiência, fazer networking e praticar os ensinamentos obtidos em sala de aula.

Vale lembrar ainda que ao demonstrar a vontade de aprender e se aperfeiçoar, você tem a possibilidade de mostrar que seria uma ótima contratação para a companhia. Muitos profissionais começaram a carreira assim.

Crie uma rede de contatos

Aproveite o seu período no ensino superior para criar uma rede de contatos com colegas, professores, coordenadores e profissionais da sua área que compareçam ao centro universitário para eventos acadêmicos.

Com uma boa comunicação e foco, esse networking com eles pode ser o grande diferencial para você ser indicado para atuar em companhias de conhecidos, receber antecipadamente informações sobre processos seletivos ou programas de trainee, ser convidado para ocupar vagas e muito mais.

Aposte nas redes sociais

emprego sem experiência

A última dica é apostas nas redes sociais. Isso porque existem plataformas, como o LinkedIn, que vão além de simplesmente conectar pessoas no meio online. O foco delas é fazer com que empresas e profissionais interajam e produzam conteúdo voltado para o mercado de trabalho.

Tanto é que elas contêm seções destinadas a divulgação de vagas e grupos para que pessoas de uma mesma área (como administradores, engenheiros ou fisioterapeutas) possam debater sobre a carreira e as tendências dela.

Como elaborar um currículo atraente?

emprego sem experiência

Agora que você já sabe como conseguir um emprego sem experiência, é hora de montar o seu primeiro currículo. Afinal, para participar de um processo seletivo em qualquer empresa, é preciso enviá-lo para o recrutador do departamento de recursos humanos.

Tenha em mente que é esse o profissional que elege os melhores CVs para participarem de dinâmicas e entrevistas com os gestores da sua área de atuação. Portanto, é preciso impressioná-lo com um documento atraente e bem feito. Para isso, separamos algumas dicas bastante úteis. Confira quais são elas!

Dê destaque à sua formação

Se você não tem experiência profissional, precisa dar destaque a outro tópico no seu currículo para chamar a atenção dos recrutadores. Logo, nada melhor do que realçar a sua formação acadêmica. Por isso, coloque o local em que você terminou o ensino médio e, em especial, o centro universitário em que faz a sua graduação. Não se esqueça também de pôr o semestre e a previsão de conclusão dela, certo?

Aproveite para colocar também cursos livres ou de extensão que você fez na sua instituição de ensino, pois isso reforça a sua constante preocupação em aumentar seu conhecimento e se qualificar para o mercado.

Aponte as suas competências

Fora a sua formação, não deixe de apontar aquelas competências que você tem e que podem diferenciá-lo de outros candidatos à vaga do seu interesse. Por exemplo, domínio de línguas estrangeiras (inglês, espanhol, italiano, francês etc.), conhecimento avançado em informática (manipulação de softwares e programas), facilidade com escrita e edição de textos, boa oratória etc.

Também vale citar eventos acadêmicos e científicos dos quais você participou. Se tiver concorrido e recebido prêmios durante eles, melhor ainda. Isso mostra não só a qualidade dos projetos nos quais você se envolve, como o seu empenho em se destacar e conquistar reconhecimento.

Produza um portfólio

Por fim, se a sua área de formação envolve atividades e/ou trabalhos criativos e artísticos, como acontece com a de Arquitetura e Urbanismo, produza um portfólio para enviar junto com o CV — que pode, inclusive, ser disponibilizado online em plataformas como a do Behance ou a do Issue.

Nesse material, você terá a chance de mostrar as habilidades manuais de desenho, projeção de plantas, escalas de áreas urbanas e representação gráfica de produtos e móveis que têm.

Isso tudo, é claro, sem falar na capacidade criar diferentes projetos para espaços externos e internos, nas suas referências a outros profissionais do meio e o seu trabalho de pesquisa teórica por trás de cada trabalho.

Como você leu, é possível, sim, conseguir emprego sem experiência. Porém, é necessário ter uma formação acadêmica, construir um bom networking, saber utilizar as redes sociais e não ter medo de encarar trabalhos voluntários. Para completar, é importante elaborar um currículo direto, objetivo e que reforça os seus pontos positivos.

Curtiu o post? Então não deixe de curtir a nossa página no Facebook para conferir outros conteúdos sobre estudos, vestibular, graduação, mercado de trabalho e muito mais!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.