engenharia civil e arquitetura engenharia civil e arquitetura

Engenharia Civil e Arquitetura: em dúvida sobre qual área escolher?

7 minutos para ler

Eles têm realidades bem similares, vivenciam ao lado de ambientes com obras e reformas, curtem cálculos e se fascinam por prédios e projetos grandiosos. No entanto, A Engenharia Civil e Arquitetura se diferenciam em muitos aspectos, da formação à área de atuação.

Assim, cada profissional conta com responsabilidades distintas, apesar de ambos os profissionais sempre estarem lado a lado na condução de projetos.

Para você entender as principais atribuições de cada área, inclusive sobre o mercado de trabalho, elaboramos este post para ajudá-lo na escolha. Quer ingressar no curso certo de acordo com a sua personalidade? Então venha com a gente!

As principais diferenças entre os cursos de Engenharia Civil e Arquitetura

engenharia civil e arquitetura

Quem pensa no dia a dia de um engenheiro e de um arquiteto logo acha que as duas profissões são iguais. Mas a realidade não é essa! Apesar de seguirem caminhos bem próximos, ambas profissões se diferenciam.

E isso já começa na faculdade. Primeiramente, o curso de Engenharia Civil está na área de Exatas, enquanto o de Arquitetura se enquadra na de Humanas.

Isso acontece em razão da proximidade da profissão com o universo das artes, desenhos, traços e design que se destacam em projetos sustentáveis e de valorização do ambiente. Apesar disso, ao longo da faculdade, o aluno que quiser ser arquiteto, terá pela frente, algumas disciplinas que envolvem cálculos e matemática.

Na Engenharia Civil, o estudante universitário é estimulado a encontrar soluções técnicas em projetos elaborados pelos arquitetos.

Ao longo da graduação, as disciplinas e aulas práticas têm o objetivo a formar profissionais que sejam capazes de realizar cálculos que visem à segurança estrutural das obras.

Assim, o engenheiro aprende lidar com vários fatores que influenciam na qualidade de um projeto, como geologia do solo, chuvas, ventos, calculando o número de colunas necessárias, ferros, vigas, distribuição das cargas, materiais necessários, entre outros.

Já no curso de Arquitetura, o aluno tem pela frente, disciplinas que envolvem menos cálculos, mas aspectos que se relacionam com o conforto, iluminação, ventilação, enfim, a estética do projeto, valorizando a relação entre o homem e o espaço.

Dessa maneira, as disciplinas abordam principalmente a história da arte, antropologia, ocupação racional das cidades, sustentabilidade. Para você já se familiarizar com o que vai encontrar pela frente, selecionamos algumas matérias que são obrigatórias em ambos os cursos. Veja.

Consultoria de carreiraPowered by Rock Convert

Engenharia Civil

  • Matemática;
  • Física;
  • Química;
  • Cálculos;
  • Tecnologia das Construções;
  • Estrutura de Materiais;
  • Geotecnia, solo e topografia;
  • Hidráulica e Saneamento;
  • Transportes.

Arquitetura

  • História da Arte;
  • Paisagismo;
  • Projeto de Interiores;
  • Sustentabilidade;
  • Urbanismo;
  • Desenho Artístico;
  • Introdução a Gestão de Projetos;
  • Análise e Gestão Ambiental;
  • Modelagem 3D.

É importante frisar que ambos os cursos têm uma duração de cinco anos ou 3.600 horas, de acordo com regulamentação do Ministério da Educação (MEC).

No entanto, existem faculdades que podem implantar o período integral, diminuindo a carga horária para quatro anos.

As oportunidades de atuação em cada área

engenharia civil e arquitetura

Que estudante universitário não sonha em sair do curso já empregado? Pois saiba que essa é a realidade para muita gente que faz Engenharia Civil e Arquitetura.

Isso porque existe o estágio supervisionado, onde inúmeros talentos já são contratados pelas empresas.

De um modo geral, as oportunidades são boas para as duas profissões, principalmente em metrópoles ou cidades que estão em fase de crescimento.

Como o Brasil está saindo de uma recessão, existem novos empregos surgindo em empreendimentos imobiliários e construções variadas, principalmente em estruturas no setor público, por meio de licitações.

Assim, o engenheiro civil poderá atuar na elaboração de projetos de casas, prédios, estruturas, loteamentos etc.

No dia a dia, o profissional projeta, gerencia e executa obras, de construções à reforma de casas, passando por grandes estruturas e, até mesmo, estradas. O engenheiro faz o acompanhamento de todas as fases do projeto, desde a fundação até o acabamento.

Já o arquiteto tem uma função mais criativa, principalmente na organização e projeção do uso do espaço, buscando sempre o conforto, funcionalidade e estética.

É ele quem escolhe os tipos de materiais, fazendo a planta e ainda especificando a quantidade correta para cada projeto. O arquiteto pensa ainda na disposição dos móveis, ventilação e iluminação. Por isso, a criatividade é um grande diferencial.

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho tanto para o engenheiro civil quanto para os arquitetos está em expansão. Isso porque as pessoas estão cada vez mais exigentes, ponto que está nitidamente sintonizado com as construções cada vez mais audaciosas e sustentáveis.

Existem vários investimentos da iniciativa privada em prédios e loteamentos, assim como, os comerciantes estão melhorando a imagem dos seus estabelecimentos, aspecto que exige a presença de ambos os profissionais.

Como estamos saindo de uma forte recessão no setor, a retomada do crescimento ainda está lenta, mas já há melhorias acontecendo no mercado de trabalho.

A dica é você procurar um estágio na faculdade e sempre se especializar para conseguir se destacar diante da concorrência.

Quem vai atrás dos sonhos e se dedica para fazê-los se concretizar, frequentemente consegue bons frutos.

O perfil do estudante desses cursos

engenharia civil e arquitetura

Como já dissemos ao longo desse post, Engenharia Civil e Arquitetura exigem perfis diferenciados por parte dos profissionais.

Geralmente, quem escolhe cursar Engenharia é mais metódico, muito próximo dos números e uma pessoa mais objetiva.

Já o arquiteto é mais expansivo, criativo e voltado às artes. Por isso, o curso tem uma visão humanista.

Mesmo assim, é preciso ter conhecimento de matemática, física e química, pois a formação exigirá ao longo da faculdade.

Assim, observe o que você gosta e quais universos são mais atrativos para você. É a estrutura ou o design? A resolução de cálculos visando um melhor aproveitamento dos aços ou como será o impacto da estrutura no ambiente?

Respondendo a essas questões já é possível identificar se o seu perfil é mais próximo da Engenharia Civil ou da Arquitetura.

A escolha da profissão ideal

Como a dúvida é uma companheira de milhões de jovens a dica é você ler sobre as profissões que te atraem para ir diminuindo o rol na hora de fazer a escolha, levando como base o seu perfil profissional.

Como você viu, os engenheiros são mais familiarizados com os números, enquanto os arquitetos com as formas e ambientes.

Pesquise as faculdades e escolha uma instituição que seja reconhecida pelo MEC, que tenha laboratórios, professores com mestrado e doutorado, além de parcerias com empresas.

Analise os seus valores e veja se você é mais de Humanas, Exatas ou Biológicas. Se for preciso, faça um teste vocacional e não deixe de conversar com os seus pais e amigos de confiança.

Assim, seja Engenharia Civil e Arquitetura ou Enfermagem e Direito, você certamente vai fazer uma escolha mais certeira ao se conhecer melhor!

E aí, já sabe o que fazer? Quer ler mais sobre as profissões e cursos? Então assine a nossa newsletter e receba sempre conteúdos incríveis!

Bolsas e FinanciamentosPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.