planejamento financeiro pessoal planejamento financeiro pessoal

6 dicas de planejamento financeiro pessoal para a faculdade

6 minutos para ler

Além da aprovação no vestibular, o estudante universitário precisa ter muita disciplina para conseguir elaborar um planejamento financeiro pessoal. Essa organização será necessária não só para o pagamento das mensalidadees, mas para os demais custos ao longo do curso superior. Trata-se de um momento que exige motivação e comprometimento com o futuro.

Com o objetivo de ajudá-lo a elaborar um cronograma com foco na conquista do tão sonhado diploma, vamos mostrar, neste post, seis dicas essenciais para quem está empenhado em arcar com todas as despesas em torno da graduação — sem deixar as finanças no descontrole.

Por que colocar um planejamento financeiro pessoal em prática?

Qualquer conquista necessita de esforços. Se você almeja comprar um carro, vai precisar economizar até adquirir o valor da entrada, sem falar na disciplina para pagar as mensalidades. Com a faculdade não é diferente.

Sabendo-se que os anos da graduação exigem inúmeros investimentos, é preciso sempre contar com um planejamento financeiro pessoal para não deixar as contas se transformarem em uma verdadeira bola de neve.

Portanto, o planejamento auxilia na conquista do diploma, fazendo com que o orçamento dê conta de todas as despesas mensais, incluindo os gastos fixos, como mensalidade, alimentação e transporte, por exemplo.

Vale a pena montar uma planilha inserindo o quanto você ganha e os gastos que terá, incluindo livros, xerox, equipamentos, entre outros.

Assim, haverá um direcionamento do quanto é preciso para você dar conta de todas as responsabilidades, tanto da vida pessoal quanto profissional e estudantil.

Bolsas e FinanciamentosPowered by Rock Convert

Quais são as melhores formas para poupar e conseguir pagar a faculdade?

Se você chegou até aqui, é porque está bem interessado em aprender sobre planejamento financeiro pessoal, objetivando o término do curso superior de sua preferência.

Por isso, vamos mostrar agora as sete dicas que selecionamos especialmente para você, de olho na conquista de uma poupança para a realização desse sonho. Vamos a elas!

1. Elimine as dívidas

planejamento financeiro pessoal

Caso você tenha dívidas, a dica número um é fazer uma negociação, começando pelas que tem as maiores taxas de juros.

Isso porque dificilmente haverá uma organização financeira se os seus rendimentos já estiverem, em boa parte, comprometidos. Busque seus credores, reavalie os empréstimos e evite atrasar o que está acordado.

Dessa maneira, o seu dinheiro vai render mais, auxiliando na busca pelo sonho da conclusão da faculdade sem a necessidade de sair da graduação com ainda mais pendências.

2. Defina as despesas fixas e corte o que for supérfluo

planejamento financeiro pessoal

A definição das despesas fixas é fundamental para você observar quais contas é possível cortar. Existem gastos essenciais, como aluguel, água, luz e mensalidade da faculdade, mas há aqueles que podem ser reduzidos. Por isso, é preciso analisar criteriosamente que pontos podem ter seus custos limitados.

Pode ser possível um corte de gastos na TV por assinatura, na academia, na pizza e no chope do fim de semana, ou essas coisas podem ser substituídas por outras mais baratas. Enfim, é preciso colocar alguns sacrifícios em prática para fazer o dinheiro render.

3. Poupe religiosamente

Nenhum estudante independente consegue realizar o sonho da faculdade sem poupar com muita disciplina e comprometimento. Trata-se de um comportamento essencial para você vencer nessa etapa da vida.

Portanto, observe criteriosamente onde o seu dinheiro está sendo aplicado e se determinadas compras realmente são necessárias. Um tênis novo, por exemplo, pode esperar alguns meses, até entrar na promoção. A viagem que você tanto sonhou seria ainda mais aproveitada após a entrega do trabalho de conclusão de curso (TCC).

São detalhes que fazem uma grande diferença ao longo dos anos. Para isso, estabeleça prioridades e analise a relevância de determinados gastos em relação a sua meta principal — concluir o ensino superior.

4. Busque uma renda extra

planejamento financeiro pessoal

Atualmente, existem várias possibilidades para os estudantes conquistarem uma renda e conseguirem pagar a faculdade. Ela pode vir por meio de trabalhos freelancer na internet (redação, revisão, design, fotografia etc) ou até mesmo em atividades nos fins de semana.

Há quem anime festas infantis, atue de garçom, venda bombons, lanches naturais, sucos e geladinhos, por exemplo. Enfim, use a criatividade e vá atrás de mais dinheiro para complementar a sua renda.

Inclusive, quem está empregado pode se oferecer para horas extras ou até mesmo trabalhos nos fins de semana, sempre respeitando os limites do corpo e da mente.

5. Escolha a faculdade ideal

Além de professores gabaritados, laboratórios e incentivo à pesquisa, é importante você escolher uma faculdade que conte com programas de bolsas e financiamentos.

Muitas vezes, um estágio em iniciação científica pode render 50% de desconto na mensalidade, sendo uma excelente opção para desafogar o seu orçamento.

Veja se a instituição faz parte de projetos específicos que auxiliam na concessão de bolsas, como Escola da Família, Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES), PraValer e Programa Universidade para Todos (PROUNI), por exemplo.

Dessa forma, certamente você terá várias opções que vão auxiliar em seu planejamento financeiro pessoal.

6. Tenha disciplina e motivação

Como já enfatizado anteriormente, investir nos estudos exige disciplina e muita motivação para não desanimar ao longo dos anos. Por isso, a nossa sexta e última dica é não desistir, apesar das adversidades.

Lembre-se sempre de que os esforços de hoje serão altamente recompensados. E lembre-se do quanto você já se esforçou para conseguir o que tem hoje. Dê o seu melhor e nunca perca a esperança.

Quem mantém a disciplina em dia e faz a lição de casa, certamente atinge os objetivos. Portanto, siga em frente e não desista dos seus sonhos. E tenha em mente que deve agir segundo o seu planejamento financeiro pessoal.

Como você percebeu, saber lidar com o dinheiro não é tarefa fácil, mas trata-se de uma atitude que traz maturidade e muitas conquistas.

Quem consegue se organizar e completar o curso com a grana obtida pelo próprio trabalho, por meio de uma bolsa ou financiamento, certamente estará colocando em prática um comportamento muito valorizado no mercado de trabalho: a temperança.

Afinal, ser moderado e consciente são atitudes louváveis que estão nitidamente sintonizadas com os cidadãos que lutam por um mundo melhor, ou seja, transforme o planejamento financeiro pessoal em uma verdadeira bandeira de sua vida!

E aí, ficou inspirado com este post? Então siga a gente nas redes sociais e acompanhe as nossas novidades. Estamos no Facebook, Instagram, Youtube, Twitter e Linkedin!

Conexão empregoPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.